Número total de visualizações de página

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Jovem... Meu amor

Jovem… meu amor

Jovem flor, que bom o despertar,
deste corpo nu que carrego
Provocas-me, o limite do meu íntimo
Jovem perturbada, menina a desfrutar
Deste corpo nu, que altivo não nego
Mesmo que irritado pelo amor

Jovem flor…

Menina inspiração de quantos homens
Até deste corpo nu, em transe e inquieto
Provocas-me, as delícias do olhar
Jovem, menina, loucura do meu aperto
Oh delírio, inquietação do mundo
a conquistar

Jovem flor…

Jovem… Meu amor
deste corpo nu, que sonha que alcança
Que canta, que grita, que geme
Que provoca a nau, no mar que dança
No mar que quer, no mar que sente
Oh realidade, de um coração que treme
Que pede, esse teu odor de flor…
De gente… Meu amor


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.