Número total de visualizações de página

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Contigo

Contigo

Contigo o mundo é único, é cópula entre o particular meu e a tua libertação em mim.
Contigo não existe a mentira plástica, nem a caverna sombria, nem o preconceito das pulsações eróticas e muito mais!
Ao pincelar-te, imagino-te na tela do particular que desejo sentir, e ao deslizar o pelo fino do pincel, marco-te, partilho-te, fecundo-te e deixo que a fenda continue liberta, a fenda em tom marron, liberta em meu coração!
Contigo sou órbita, sou translação, sou rotação, sou pedaço da paleta que te pinta.
Contigo são braços que seguram, são pernas que marcam, são beijos de uma boca fendida, são olhares ornamentados pelo desejo de mais, contigo são ais, são loucuras tais, que neste mundo, a vontade e o amor são deveras reais!
Contigo ouso e abuso do amor, contigo vou além do pensamento, vou contigo feito sol, vens comigo feita lua e os dois somos vento, somos tempo a voar, quando o voo é amar.


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.