Número total de visualizações de página

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Viva o amor

Viva o amor

Viva o amor, uma constante que encontro na frequência de um coração que ama.
Viva o amor, um pulmão que respira através de uns lábios de vermelho carmim, um sopro que ama e vive na ousadia de ser feliz.
Viva o amor, um antigo sentimento que eu guardo modernamente no dia de hoje, e amanhã será vida novamente.
Viva o amor, e as portas se abrem, se fores sincero, se tiveres uma face, se vieres como foste… O amor vive para lá da sinceridade, para lá do ser que ama.
Viva o amor, a chave para todas as portas e janelas… Os pássaros voam e continuarão a voar… Ama eternamente e saberás sentir o sonho de ser pássaro…
Viva o amor, o olhar, a palavra, a confissão… A ternura, a simplicidade e a humildade de sermos sempre iguais a ontem… O amor é todos os dias, mesmo nos dias de amanhã…
Viva o amor… Eu vivo, porque, o amor não me abandona! Quando acontece já não é uma constante, nem uma frequência de um coração que ama.
A origem do meu nascer, será livro, será poema, será amor… Viva o amor.

Viva o amor eternamente… Em 2017 é o começo de uma nova tentativa… Tenta e ama.


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.