Número total de visualizações de página

domingo, 30 de outubro de 2016

Talvez a carapuça sirva!


Talvez a carapuça sirva!

Talvez um dia corresponda rapidamente às afirmações que alguns pronunciam, talvez um dia eu venha a compreender algumas vozes que falam contra a hipocrisia e soam hipocrisia!
Talvez um dia eu corresponda!
Mas o mundo está em oposição em relação aos hipócritas e eu abraço a negativa que positivamente lhes é dado.
Talvez uma grande parte das vozes que cercam os meus ouvidos, não saibam o significado do belo e do desagradável.
É evidente que talvez não seja eu o tribunal, ou tenha o dever de o desabafar aqui, mas este assunto irrita-me!
Talvez o cinismo não seja parte das palavras que conheço, mas talvez lhes possa dar um número. Pessoas assim são números! Repugnantes! Zero!
Talvez não me encontre em estado de purificação, talvez seja eu o errado neste invólucro mundano, talvez a evolução humana não me esteja a acompanhar!
Um dia talvez quebre as regras, para sorrir mesmo na vontade de ser o mais sério e o mais carrancudo da minha rua! Talvez eu já não tenha rua! Talvez nunca tenha tido e só eu imagino coisas destas!
Talvez um dia eu consiga ser bom ator, seja alegre quando triste, ou seja triste quando alegre, ainda não o consigo fazer! O meu palco não é disforme, o meu teatro não é educado, o meu ser é na arte um homem nu sem folclore!
Talvez um dia corresponda aos modelos, hoje ainda não consigo e vou fazer força para nunca conseguir!


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.