Número total de visualizações de página

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Mereço

Mereço

Trouxeram-me à presença da moça mais bela! Diziam: Virgem! Ela é virgem!
À sua volta as aves chilreavam, umas voavam, outras poisavam e outras debicavam as mãos da donzela.
Trouxeram-me a mais doce das moças, para que eu a leva-se comigo! Sorriu para mim e eu sorri para ela. Diziam: É virgem! Diziam os pássaros que falavam, como se fossem anjos descidos ao verde prado, de uma floresta encantada!
Estávamos sós e os pássaros que nos rodeavam e nos abraçavam com canções. Sim canções de embalar!
Trouxeram-me à presença da mais perfeita moça, uma candura vestida de vermelho carmim, com grande decote e um laçarote que lhe afiava a cintura!
Nas mãos segurava as sementes doiradas do trigo, as que debicavam os pássaros.
Trouxeram-me a moça mais completa, abraçamo-nos e nos beijamos ali.
Os pássaros bateram as asas e se ouviram palmas! A canção suava ao longe numa voz fina e acompanhada por uma Lira.
Ouvi um som forte junto do meu ouvido, abri os olhos e desliguei o despertador! Os pássaros ficaram no sonho, mas a moça mais linda continuava a meu lado, tão real que ainda vivo a sonhar.


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.