Número total de visualizações de página

domingo, 28 de agosto de 2016

E esta senhora

E esta senhora

E esta senhora que vejo descer a escada, é para os outros o modelo de uma informação secreta, para mim é quem me faz parar!
Cada passo que dá, brilha com a energia, a energia que se redobra com o meu olhar…
Cada degrau é desnudado, cada esquina quebrada e cada aresta um pedaço que fere as pupilas gustativas! Passo a língua nos lábios!
E esta senhora desce de olhos fixos em mim, num ondular perfeito, somente um mar puro se equivale a tal beleza feminina!
Os joelhos quase se tocam, os pés dançam para confusão minha e me fazem sentir tonto!
O vestido… Meu Deus o vestido! Quase inexistente, fazendo o meu olhar penetrar quase até tocar a virilha! Quis tocar… Quis sentir… Quis…
Vermelho! Era vermelho o vestido sensual, braços nus e um decote capaz de alterar o descanso de um guerreiro!
E esta senhora que vejo descer a escada… Veio até mim, olhou-me com um sorriso, abraçou-me, beijou-me e de mãos dadas dissemos que sim!
E ainda hoje vivo com ela.
O meu amor!


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.