Número total de visualizações de página

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Longe e tão perto de mim

Longe e tão perto de mim

Quando é longe, o tempo passa e não diz que passa… Mas abraça e devagar passa loucamente pelo nosso amor.
Quando é longe, eu dou o nome e não te oiço chamar!
O tempo é contínuo, nele imagino o teu olhar, nele imagino o teu falar e nele vejo a vontade tua de me amar!
Quando é longe, é soberba a loucura de um beijo teu, mantendo a boca e os lábios em direção a ti… Quando é longe… O longe é ali… Tão perto de ti…
São as saudades do longe e da felicidade, que me transportam! São os momentos que vivo aqui, sabendo que desse lado vive alguém que nunca vi…
Sou totalmente e assisto ao sorriso que dizes ser meu, sou totalmente e me vejo completo com o teu essencial…
Quando é longe, o tempo passa e não diz que passa… Mas abraça o nosso odor.
Quando é longe, eu consigo me aproximar e te sentir tão perto de mim, como sinto o luar.
O tempo é cortejo é pedido de namoro, quando é longe, o tempo passa e não diz que moro… Mas ele sabe que moro em ti…
Quando é longe, é real a vontade de te ter, o dia passa e o tempo é loucura se um dia vier…
Tal como eu, que tão longe sente e vive este amor, tal como tu és loucura num jardim que longe vive e te faz flor…
Quando é longe é perto o amor.


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.