Número total de visualizações de página

domingo, 26 de junho de 2016

atraído

atraído

o corpo que leva a minha alma é magnético…
atrai o olhar das bonecas… atrai deusas, musas e divas, atrai sucessivamente sensações.
atrai pormenores, atrai complementos, atrai a existência e quando a alma pensa, o corpo se faz frenético…
atrai corações… pulsares de uma corrente, que rodopia sobre a recompensa.
atrai pernas, atrai braços, os pés, os dedos, o umbigo, os ombros e a boca.
atrai o nariz, atrai o ventre e muito mais que a atração de um amante,
que em cada instante, se sente atraído, pelo magnetismo da vida louca.
o delírio do corpo magnético, é o voraz sentido e exaltado da nudez, da esquina que esconde o magnetismo que me atrai.
não é publicidade, é um amor anunciado, firme, convicto, de que o ser humano vive, se for atraído e se atrair completamente o fruto de uma árvore chamada vida, erotismo, sexo… amor.
o resto… pois o resto… deixo com vocês…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.