Número total de visualizações de página

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Sempre comigo...

Sempre comigo…

Eu vejo o meu menino
E haja alguém que diga, que da serra não vejo o mar
E haja alguém que diga, que da serra não vejo
as caravelas
Que da serra, não vejo as gaivotas voar…
E que os olhos não são como janelas

Eu vejo o meu menino

E haja alguém que diga, que da terra
não vejo as nuvens do céu
E haja alguém que diga,
que da terra não vejo o sol a passar
Que da terra, não vejo o amor que é meu…
Meu menino nas terras além-mar

Eu vejo o meu menino

E haja alguém que diga, que da saudade não vejo
o desejo
E haja alguém que diga, que da saudade não vejo
o sentir da minha dor
Que da saudade, não vejo o sentir de cada beijo…
Meu menino, meu amor

Eu vejo o meu menino

Haja alguém que diga, que negue ou me contrarie
a saudade…
Haja alguém que diga, que não vejo no sono,
um filho como um hino
Que diga que não o vejo ao acordar…
Esse mundo que amo de verdade
Pois um coração que ama é eterno ao amor de menino

Eu vejo o meu menino…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.