Número total de visualizações de página

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Tortura

Um dia assassinei os meus olhos…
Amputei os meus dedos…
Um dia levaste-me e fiquei cego…
Por ti
Naquele dia, eu não nego…
Foram loucuras aos molhos…
Diante dos meus olhos

Amputei meus lábios…
Dentro de um corpo sem medo…
O teu
Fizemos de tudo…
Em silêncio nos torturamos
Desbravamos o mundo
Amamos e…

Só os gemidos lavados no fundo…
Gritaram amor…
Pela tortura onde assassinei e em cada cor…
Amputei meus dedos dentro de ti
Amo-te mesmo que torturado…
Por não te ter a meu lado
Mas por saber o que já vi…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.