Número total de visualizações de página

segunda-feira, 9 de março de 2015

Olha-me...

Olha-me…

Olha-me…
Olha-me bem…
Não sou a pastora
Nem a pescadora
Que dialoga com o mar
Olha-me…
Sou a que ama
Em tempos de chuva
No amargo da uva
Na procura de um par,
que quero abraçar

Olha-me…
Olha-me bem…
Não sou a cantora
Nem a pecadora
Que dialoga com o céu
Olha-me…
Sou a menina que ama
Os tempos vadios
No amargo dos pios
Na procura de um par,
que quero meu

Olha-me…
Olha-me bem…
Não sou a senhora
Nem a perdedora
Que dialoga na melodia de um amigo
Olha-me…
Sou a poesia que ama
Em tempos cinzentos
No amargo dos ventos
Na procura de um par,
que viva comigo

Olha-me…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.