Número total de visualizações de página

sábado, 18 de outubro de 2014

Pele na Pele
















Pele na Pele

É na vontade
Que agarro os lençóis da cama
Rebolo pela chama
E em liberdade…

Sinto a pele molhada

A água vem do fogo
Agarro-a para sentir a vibração
O chão flutua, o sol é erecção
A agitação… O jogo

Sinto a pele molhada

O leito ganha espaço
Subo… Trepo e agarro suavemente
E o que faço é transparente
E os lençóis são testemunho do que faço

Sinto a pele molhada

O tempo não me contém
Tenho um corpo unido no meu
Nos suores e fluídos do nosso céu
O amor que sinto como ninguém

Sinto a pele molhada… Na tua
… Nua


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.