Número total de visualizações de página

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Olhas-me assim

Olhas-me assim

Olho-te e sinto brilhar o sol
O luar nasce de ti e de ti nasce a lua

Sou homem…
De perfumes claros e essências de girassol
E não resisto…

Digo que vou, se vieres nua…
Pois nua...
Me fazes homem sem mal

E o brilho…
É teu se me olhas assim
Assim feita mulher
Um diamante que brilha e chama por mim
E cega a alma de quem te quer

Sou homem…
E também te olho de coração
De ti sinto, ventos de raros de mil céus
Aromas da tua candura
Sentida nos olhos meus


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.