Número total de visualizações de página

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Provocação

Provocação

Provocas-me
Quando me cravas a íris do teu olhar
Continuo…
Continuo a sentir a tua luz,
a saudade
Continuo…
E não esqueço o teu iluminar
E assim,
provocas-me
E provocado, sofro feliz

Diz… Diz… Diz que me amas
Continuo…
E sofro por ti, sem armas
Impotente
E sofro quando te olho,
Contente

Continuo…
E tu sabes o que sinto, nesse reflexo de ti
Teu olhar é o espelho onde me vejo
Por isso… Continuo…
Desejo intensamente o teu abraço
Provocas-me

E o medo de te perder é imenso
Continuo…
Querendo, até conseguir de ti um beijo
E traço…
Traço o meu destino…
Penso

Nesse olhar hipnotizador
É amor
E eu continuo…
Não desisto,
pelo que sente o meu coração
É chão, é pedra… É xisto

É duro
Continuar,
pelo que de mais puro
Eu sinto… Amo-te
E tu… Nesse olhar nu
Provocas-me


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.