Número total de visualizações de página

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Sim... Eternamente

Sim… Eternamente

Diz-me flor nascida
Diz-me de tua vida
Do teu nascer
Diz-me flor querida
Diz-me do teu saber
Flor de alma
Flor companhia
Diz-me da tua calma
Diz-me da tua alegria

É assim que gostas de mim?
Diz-me…
Diz-me que sim…

Diz-me da vida inteira
Diz-me à tua maneira
Do teu perfume tão bom
Diz-me do calor, da tua fogueira
Diz-me do teu coração
Flor nobre
Flor que em mim habita
Diz-me deste amor pobre
Mas rico porque acredita

É assim que me vês em teu jardim?
Diz-me…
Diz-me que sim…

Diz-me da tua aventura
Diz-me da tua doçura
Do teu voar pela terra
Diz-me doce candura
Diz-me que vontade é mar e serra
Flor amada
Flor da minha roseira
Diz-me da vida passada
Diz-me que vives comigo… Eu vivo a vida inteira

É assim que me queres tua semente?
Diz-me…
Diz-me que sim e será eternamente


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.