Número total de visualizações de página

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Ser perfeito

Ser perfeito

Eu queria ser, o perfeito das cinzas de onde nasci
Mas a mãe terra me abraça de maneiras diferentes
Abraços com mistura de beijos, a terra onde caí
Quedas de amor, nas palavras que me são crentes

Crente como a vontade, na perfeição do que queria ser
Ser razão na terra mãe e perdão nas cinzas que me trouxeram
Fortes abraços que me levam a crescer
Pelas quedas de amor, nas palavras que me escreveram

Eu queria ser perfeito, mas sou somente eu
Inquieto e perdido por vezes sem saber quem me tem
Quem me ama ou adora, anjos do céu

Palavras poesia que gritam de mim, ouvidas por alguém
Damas ou donzelas, que me olham com redes de véu
E me fazem querer ser perfeito, como não vejo ninguém


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.