Número total de visualizações de página

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Deixo escrito o que sinto...

Deixo escrito o que sinto…

Por favor
Sente esse papelinho, que levas na mão
Toca-lhe
Não o abras já
… Cheira-o
E sente a leveza da sua cor
… Olha-o
E sente a textura,
como se fosse o teu coração
Segura… Segura esse papelinho
Sente-o mais um pouquinho
Serás pura

Por favor…

Quando o abrires
Sente-o como se de ti fizesse parte
Dentro tem amor
Tem arte…
Basta sorrires

Por favor…

Abre devagar
E sente o vermelho nele contido
Um coração comovido
Que bate lá dentro
E por fora, te quer amar

Por favor…

Sente…
Sente-o e olha para mim
Esse papelinho é um jardim
Que não mente
Por favor…
Sente… Ele é amor


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.