Número total de visualizações de página

domingo, 7 de julho de 2013

Continuas linda

Continuas linda

É só de vez em quando… Que tenho saudades
A vontade abraça-me
A lembrança perturba-me
Porque tudo me vem lembrando… A tua ausência
A vontade trespassa-me
A lembrança é a tua essência
Meu Deus… Como te sonho!
Quantos momentos inesquecíveis
Meu Deus… Como recordo o teu olhar
Tudo é medonho…
Quantos aromas apetecíveis
Se diluíram nas ondas do meu mar
Quando recordo o teu falar
Ah… O teu sorriso, com o é belo sentir
Como é bom levitar em teus lábios sonhados
O sabor do teu sorrir
O prazer de te possuir… Tempos levados
Meu Deus… Como recordo as madrugadas
Não ligues se choro… Se me isolo
Ah… Era doce o beijo pelas noitadas
E na ida para casa…
O sentir do teu corpo em meu colo
Meu Deus… Que saudades
Dos recônditos segredos
Verdades que ainda hoje guardo em meu coração
Medos? Não!
Ah… Recordo agora as imensas realidades
Sonhadas pelas lágrimas caídas no chão
É só de vez em quando… Que te sonho e te vejo
São momentos de amor
Sempre… Sempre que te desejo
Ah… Continuas linda…
Uma flor


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.