Número total de visualizações de página

sábado, 6 de julho de 2013

Mereci

Mereci

Lembro-me…
Lembro-me daquele sinal atrás da orelha
Lembro-me…
Que o teu tornozelo era macio
Falava-te ao ouvido e contava-te uma história já velha
O flutuar no mar, o contar de mais um navio
O meu beijo em teu pescoço
Lembro-me…
Era eu ainda um moço

Lembro-me…
Ainda do teu cotovelo que se esgueirava
Quando te pegava por trás
Lembro-me…
Era bom e eu te amava
Lembro-me…
Era eu ainda rapaz

Lembro-me do teu queixo redondo
As sobrancelhas finas
Lembro-me do baton que por vezes ainda tinhas
E do beijo dos teus lábios… Meu assombro
Lembro-me…

Lembro-me dos dedos com unhas de gel
Olhos penhorados pelos meus
Uns seios que me faziam lembrar, o doce mel
Uma bacia que se atrevia a subir-me aos céus
Lembro-me…

Lembro-me das pernas que me tocavam no tango
Os braços que embalavam como se eu fosse um bebé
A dança de ventre que me oferecias de vez em quando
Lembro-me… Do sorriso ao tomarmos um café
Lembro-me…

Como me lembro amor
Para sempre fica o que mereci e ainda mereço
Uma flor
Um perfume
Que não esqueço
Lembro-me…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.