Número total de visualizações de página

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Esperei


Esperei

Que queres que te diga
Nem eu sei…
A espera, o tempo, a fadiga
Nem eu sei…
Se perdi… Se ganhei…
Somente sei que esperei

Inconsolável

É a palavra menos certa
Porque certo era a tua presença
Que amor é este!
Que amor é este que me aperta
Vontade intensa
Que amor é este!

Inconsolável

O olhar o relógio onde a hora não pára
O sentir o tempo passar
O telemóvel que não tinha cara
O coração a soluçar

Inconsolável

Mas ciente da vontade do outro lado
A luz dos olhos que me cegaram
Saudades da musa... O ser perfumado
Essências que não chegaram

Inconsolável pela falta da palavra, do respirar
Um dia… Era somente um dia, um segundo
Inconsolável por não sentir, não falar
Um dia… Vou esperar e terei o mundo

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.