Número total de visualizações de página

sexta-feira, 1 de março de 2013

Soma-me


Soma-me

Um mais um, és tu e eu
Uma conta, dois sorrisos
Duas almas caídas do céu
Um céu, duas estrelas da constelação
Três caminhos indecisos
O meu
O teu
E o nosso em comunhão

Um mais um, tua boca na minha
Duas línguas a dançar
Três perfumes da minha conta
Um arrepio na espinha
Pelos perfumes que te põe tonta
O teu
O meu
E o nosso que trepa por nós acima

Um mais um, são dois gemidos
Dois corpos em reboliço
Quatro braços nos corpos despidos
Um sussurro, o meu feitiço
Um amor, dois corações
O meu, junto do teu
O teu, cravado no meu
As nossas erupções
Vontades carnais
Um mais um, é bom demais

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.