Número total de visualizações de página

terça-feira, 26 de março de 2013

Pura


Pura


Eu agora já não sou
O homem perdido sem saber
Sem saber se a essência que me levou
Levou-me na vontade do meu querer

Eu agora já não quero
Ser o homem perdido por aí
Sem saber qual o lugar do desespero
Desesperado pelo que sinto por ti

Eu agora já não sei
Ser o homem achado, sem procura
Ser o homem encontrado pelo olhar que amei

Num pecado de luz e brilhante candura
Uma menina que me encontrou e eu desejei
Luz, paz, amor… Ela é tão pura

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.