Número total de visualizações de página

quinta-feira, 14 de março de 2013

O momento


O momento

Onde estás?
Vagueias por aí e não te encontro
Descalço sou o mesmo rapaz!
Que se desorientou… E pronto!
Aconteceu… Perdoa-me
Que preferes?
Peço que voltes em sentido contrário
Este abandono… Magoa-me
Olha-me… Olha-me
Não me queres!
Fazes-me parecer um armário
Sozinho… aqui neste chão
E tu? Sim tu… Que vagueias de costas voltadas
Não penses…
Não penses,
que despirei meu coração
Deixarei que nua, te percas nas onduladas,
ondas da minha perdição
Já nem olho teu corpo… vai!
Vai!
Fico sentado na tábua que a mão agarra
Na esperança que voltes… Linda flor
Que mesmo cortada, se ama na jarra

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.