Número total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

No meu Cadilac


No meu Cadilac

Cheguei...
Vinte quilómetros de estrada
Dezanove eram os postes que contei
Dezoito lâmpadas acesas e uma apagada

Dezasete meninas me acenaram
Dezasseis me enviaram beijos
Quinze quilómetros e comigo ficaram
Catorze brincaram com os meus desejos

Treze meninas, pois uma nos abandonou
Doze meninas e só uma se despiu
Onze se uniram, pois uma chorou
Dez aguentaram e uma partiu

Nove quiseram continuar
Oito pediram para que mais uma desistisse
Sete eram as meninas no meu carro a gritar
Seis eram lindas, outras feias, uma chatice

Cinco meninas levadas com amor
Quatro no banco de trás
Três meninas e uma flor
Duas abraçaram ou beijaram... Tanto faz

Uma menina foi com quem eu fiquei
Quando cheguei... Logo escolhi
Vinte quilômetros de estrada, sem limites, sem lei
Zero meninas, pois tudo eu menti


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.