Número total de visualizações de página

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

VIVO...


Vivo…

Existo…
Porque sinto a tua falta
E não resisto
Na procura do som do teu sorriso
No álbum das tuas fotos
Vivo…
Porque sinto o teu olhar
Os raios do teu sol
E persigo sem parar
O amor daquilo que sou
A contagem do tempo
Em que tudo parou
Naquele momento
Vivo…
Porque existo…
Para ti
Mistério… Talvez
Um grão de cada vez
Uma partícula de pó
Assim nasceu o mundo
Assim nascerá o nosso amor
Existo… Vivo…
Mas já não me sinto só
Sinto no odor
Na brisa das palavras
Saídas de ti, uma flor
Hoje desejo ser teu amigo
Amanhã um pouco mais
Vivo… Existo, para contigo
Partilhar como pessoas normais
Porque no dia do nosso sorrir
Serei teu calor
Seremos amor
Serás meu sentir

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.