Número total de visualizações de página

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Mais um ano


Mais um ano

Mais um ano
...Terminar...
Eu sinto que nem começamos
O tempo passa
Tempo de olhares que engano
A cada meu olhar
Visão da luz onde nos encontramos
Onde o tempo se escassa
O fim...
Talvez não pareça
Mas tudo se acaba
Para mim
É o tempo na vontade que desapareça
Mas tudo se nos crava
Velhos os momentos passados
Dizem novos os ditos revoltados
É mais um ano que se vai
Perdas, ganhos, derrotas ou vitórias
Tempos reais
Contos de fadas, mundos de agora... Histórias
Mais um ano se perde... Eu ganhei
Mais um tempo que passou
Tempo que sonhei
E na realidade ficou
Vivi por momentos glórias
Olhares que não esqueço
Amores e loucas memórias
Um tempo que me fala
E não me cala
Porque o mereço
Mais um ano da minha juventude
Mais um ano, que jamais esquecerei
Mais um momento, na espera que mude
Que mude o céu, como eu mudei
Mudar a vida... Nem eu sei

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.