Número total de visualizações de página

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Espero...


Espero…

Espero pelo quebrar do gelo
A distância…
A imaginação do teu ondular
Teu cabelo
A fragrância
Teu respirar
Espero na angústia da solidão
O percurso que me foi oferecido
O teu coração
Teu gemido
Simplesmente espero…
Talvez o céu se lembre de mim
Sabes que te quero,
plantada em meu jardim
Todos os dias ao acordar, digo bom dia
Espero a tua resposta
Na certeza de não a receber
Espero por ti, como que magia
Batalho como ondas batendo na costa
Na esperança,
que o bom dia venha a acontecer
Espero por ti na minha dança
Na melodia do teu sorriso diamante
Sinto-te no sangue que me corre nas veias
Teu adocicado perfume penetrante
Intrínseco enlace das minhas teias
Espero pelo desejo realizado
Teu corpo no meu
Corpos unidos de amor cravejado
Meu corpo no teu
Espero…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.