Número total de visualizações de página

sábado, 2 de junho de 2012

Um dia serás minha


Um dia serás minha

Chamei-te amiga…
Eu não sabia como dizer
E tu respondes-te... Adoro-te
E uma lágrima não consegui conter
Agora imploro-te…
Amiga do meu coração
Não me abandones, preciso da tua luz
Talvez seja vontade de Jesus
Seres tu a minha paixão
Amiga…
Linda como a rosa
Imensa como o mar
Perfeita em minha prosa
Amiga do meu amar
Hoje sinto-me o sol no deserto
Só o suave vento me visita
Trazendo no seu colo o teu aperto
Translúcido amor que me excita
Amiga perfumada que me cativa
Essência de mel que me aromatiza
Fragrância de mil flores, amor da vida
Amo-te,
és a cor que me matiza
Amiga…
Tão longe e tão perto de mim
Sem nunca te ver, te quero
Sem nunca te sentir, és um jardim
Somente em palavras és quem espero
Querida…

José Alberto Sá

1 comentário:

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.