Número total de visualizações de página

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Quando me escreves


Quando me escreves

Cada palavra que me escreves
Alivia a dor…
Cada sorriso teu para mim
Alimenta o amor…
Teus lábios doces são o crescer de água na boca
Teu sorriso o sol ao nascer
O brilho que irradias em mim
É o pulsar de um coração a agradecer
Como rosas aromatizando o jardim
Em cada palavra que de ti leio
Bebo com a saliva que me custa engolir
Sinto um doce nas papilas gustativas
O teu sorrir
Que me devora pelo meio
Numa vontade louca de fugir
Amo ler o teu coração a fluir
Imagino-te quando me escreves com amor
O teu carinho depositado em cada letra
Meus olhos se fecham para sentir
A aurora de um corpo quando penetra
Sentir o teu odor
Como será o teu cheiro… Meu amor lindo
Como dirás para mim… Meu amor
Imaginação que me vai surgindo
Sendo tu a minha flor
Em cada palavra tua, eu planto o meu coração
Quero que me sintas entranhando no teu céu
Em cada palavra és a minha canção
Sinto-te minha, eu já sou teu

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.