Número total de visualizações de página

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Olhar de gaivota


Olhar de gaivota

Olá gaivota do mar
Que fazes aí em cima, nesse voar?
Com certeza espreitas o mesmo que eu
As ondas do céu
Ondas perturbadoras do meu descanso
Olá gaivota do mar salgado
No mesmo mar adocicado, quando manso
O doce ondular que tu espreitas
Corpo faminto
De raios solares
Vorazes ondulações que nos sonhos me deitas
Meninas de voos suaves, corpos que sinto
No voo dos meus olhares
Meu doce verão
Olá gaivota, diz-me quem é?
Quem é aquela morena, linda sereia
Quem é esta menina por quem tenho fé
Fé e vontade de muito brincar,
com ela na mesma areia
Olá gaivota deste verão
Diz-me quem é a luz deste meu sol
Diz-me quem é a melodia desta canção
Diz-me quem é a musa debaixo do guarda-sol
Sou obcecado por suores de amor
Dentro do mar
Em cima da areia
Seja onde for
Somente amar
Por isso diz-me gaivota, quem é a sereia
Que daí consegues observar
Desse teu voar
Deste meu olhar

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.