Número total de visualizações de página

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Molhado ao luar


Molhado ao luar

O mar e a lua
A água que molha
O luar que me ilumina
Nuance nua
Menina, a minha escolha
Bela, doce e fina
Imagino-te imensa como o mar
Teu corpo são ondas de prazer
És o bailado do cisne no seu voar
Penas brancas de enaltecer
Suave em cada gesto teu
Bailas de vestido de transparente
Teu corpo modelado me atrai
Parece vindo do céu
Numa luz incandescente
Que me penetra, sem um gemido,
sem um ai
Por isso te imagino meu mar
Pela humidade que em mim provocas
Por isso te imagino a minha lua
Essências marotas
Pecado, carne crua
Meu mar, minha paixão
Sou teu de coração
Minha lua, meu luar
Sou teu
Tu és minha para amar
És o cisne que dança sem véu
Peitos atraentes
Vénus do céu
Mar e lua em mim, permanentes
Comoventes sentidos
Sem queixume, sem gemidos
O amor pelo mar
A minha paixão pela lua
Ambos apetecidos
E o amor continua…

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.