Número total de visualizações de página

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Pai Nosso...


Pai Nosso...

Senhor... Tu que me conheces
Ouve-me nesta oração
Tu... Rei que nunca me esqueces
De joelhos Te peço perdão
Jamais me arrependo da pessoa que sou
Hoje senti palavras que nunca imaginei sentir
Perdoe-me Senhor por ter errado
Hoje sou a pomba que não voou
Com vergonha do passado
Olha-Me nos olhos... Quero-Te pedir
Perdoa aqueles que ofendem sem saber
E diz-lhes que a verdade é única
Perdoa para que eu fique feliz por ser
O rosto lavado na Tua túnica
As lágrimas que me escorreram
Aliviaram-me da amarga falsidade
Pai Nosso que estais no céu
Perdoe-me pelos que corromperam
Injustamente toda a verdade...
Senti mágoa, qual noiva sem véu
Tristeza sombria, fosso de dor
Frases sem mel, salivares sem amor
Pão Nosso de cada dia nos dai hoje e sempre
A benção ao mundo errado
Perdoe-me Senhor minha semente
Perdoai ao ser obstinado
Perdoai ao pecador do mal em si refém
Perdoe-me por ter sido levado
Amén

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.