Número total de visualizações de página

terça-feira, 8 de maio de 2012

Carta de amor


Carta de amor

Amarrotado no cesto encontrei
Uma carta de longa data
Podia ler num dos lados
Amei…
Noutro lado…. Me mata
E noutro… Beijos devorados
Peguei e tive curiosidade
Estiquei com todo o carinho
Olhei e senti… Saudade
Arrepiei-me
Concentrei-me
Li devagarinho
A certo ponto dizia: Amei…
Amei uma menina linda e pura
Um amor que ainda hoje me mata
Uma paixão de olhos encontrados
Beijos devorados
Estava escrito
Com tinta de cor preta
Um coração Rosa desenhara para ela
Minha mão e uma caneta
Em baixo uma flor amarela
Uma carta de amor
Uma verdade dita um dia
Numa carta amarrotada
Que hoje pego com alegria
Na saudade da namorada
Guardei aquela carta numa gaveta
E sempre que a abro, emoção
Um amor louco, uma meta
Que abre meu coração
A saudade me faz chorar
Menina bonita, o meu querer
Menina do meu amar
Guardada para te ver

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.