Número total de visualizações de página

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Desabafo


Desabafo


Inofensivo

Eu sou

Decisivo

Para onde vou

Pequeno de estatura

Grande de coração

Mente pura

Sou pura doação

Os grandes têm medo

Alguns!

Talvez eu seja enredo

Para seres comuns

Gosto de ganhar

Amo ser eu

Gosto de amar

Pensar que sou o céu

Para tarados sou imenso

Para perversos

Sou o que penso

Somente sou versos

A inveja

Passou-me ao lado

Não ligo nem um bocado

E passo para que se veja

Aqui de cabeça erguida

Escrevo

Nada devo…

Nem à chegada nem à saída

Sou eu por inteiro

Sou eu um pioneiro

De vontades que de mim falam

Somente me estão a incentivar

Me embalam

Neste meu poetizar

Menina

Tão pequenina

É tua a minha escrita

Nosso segredo… Poder

Acredita

És o meu ser


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.