Número total de visualizações de página

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Meu caminho


Meu caminho


Caí ao tropeçar

As pedras não estavam no caminho

Caí para me levantar

Pobrezinho!

Não me era merecido

Caí pensando estar esquecido

No vazio…

A ausência das pedras no chão

Magoavam-me os pés

Era a dor em meu coração

Atravessando de lés a lés

Uma vontade louca de caminhar

A minha vontade… O meu grito

Queria somente amar

E chamar…

O Senhor do meu caminho

Fugir das pedras que não vejo

Em todo o desejo que não acredito

Vem caminhar comigo Senhor, só um pouquinho

Vem ver as pedras do meu caminho

Pedras onde tropeço

Pedras que não existem

Mas persistem

Em me fazer cair

Porquê… Senhor

As pedras que não conheço magoam

Pedras que se atravessam no meu espaço

Que faço?

Tiro-as do meu caminho? Elas não voam!

Voam se eu as arremessar

Pedras doentias… Perseguição

Atiradas por minha mão

Senhor…

Senhor do amar

Se me ajudares

Irei caminhar

Contigo...

Sem pedras no caminho

...

Deixar os pobres calhaus

Pedras de olhos cegos

Maus

No seu castigo, caminho de pregos


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.