Número total de visualizações de página

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Um segundo


Um segundo


Queria saciar-me de ti

Um segundo apenas e tudo seria

Um momento apenas e tudo aconteceria

Meus olhos humedecem por ti

Lágrimas de puro cristal

Meus lábios pedem quando sorri

Beijos na pele, vontade carnal

Um segundo… Foi quanto bastou

Um momento… Foi quanto durou

A vontade de amar-te

Saciar… Qualquer parte

De ti…

Meus olhos gravaram-te na íris

Minha boca gravou teu sabor

Um segundo e eras o arco-íris

Um momento e tudo foi amor

Queria poder tocar-te

Pele branca de algodão

Queria poder em lágrimas beijar-te

Lágrimas de um louco coração

Um segundo é muito rápido

Um momento é nada

Queria roubar-te, ser teu larápio

E levar-te comigo de mão dada

Um segundo que fosse… Apenas

Amor de um momento

Gravado em meus poemas

Gravado em meu pensamento

Tanto queria… Um segundo

Ter no momento… O mundo


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.