Número total de visualizações de página

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Quando choro


Quando choro


Uma lágrima translúcida caiu

Uma lágrima salgada escorreu

Uma lágrima de sofrimento

Que de meus olhos saiu

Me fez lembrar quem sou eu

Numa lágrima guardada no tempo

E que ao cair... Sorriu

Uma lágrima... E mais uma...

Uma lágrima de esperança

Uma lágrima do meu olhar

Uma pluma...

Uma criança...

Muito amar...

Uma lágrima que te procura

Uma lágrima que libertei

Uma lágrima suave

Uma loucura...

Uma voz que chamou, porque amei

Uma chave...

Chorar... Uma lágrima por vezes feliz

Uma lágrima de gratidão

Chorar em poesia... Uma raiz

Uma lágrima... Pela emoção

Coração...

O achado do meu olhar

Olho azul esverdeado

Uma lágrima, meu ressuscitar

Uma lágrima do teu amado

O amor onde moro

É uma lágrima quando choro


José Alberto Sá

2 comentários:

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.