Número total de visualizações de página

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Não me detenhas


Não me detenhas


Vais estar comigo

Não me detenhas

Quero libertar-me da minha agonia

Quero que venhas

Sejas o sol do meu dia

Vem…

Sou um ser de erro e pecado

Vivendo na doce paz

Obediente… Educado

Vem…

Que a lua amor nos trás

Não me detenhas

Irei buscar-te

Irei amar-te

Somente preciso que venhas

Vem…

Abrir-me-ei para ti em mil vontades

Subirei ao céu em louco lampejo

Serei anjo de tuas vaidades

Se nesse dia me deres um beijo

Vem…

Falsifica o tempo errado

Lembranças do vento passado

Mas vem, quero que venhas

Irei te buscar

Viverei a teu lado

Mas… Não me detenhas


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.