Número total de visualizações de página

domingo, 4 de dezembro de 2011

Não faz mal...


Não faz mal...


Dizias-me...

Tantas vontades tuas

Parecias-me...

Em tantas vaidades nuas

Falavas-me da luz solar

Falavas-me do teu luar

Parecias ressuscitar

Parecias o meu cantar

...

Pensei ser verdade

Dizias que tudo era eu

Dizias que nada mais existia

Parecias a luz do céu

Parecias um anjo, assim eu sentia

Pensei que te tinha

Dizias ser eu, o teu perfume

Dizias ser o teu amor

Parecias a voz do meu queixume

Parecias uma linda flor

...

Pensei que eras minha

Dizias ser a felicidade

Dizias que me davas teu coração

Parecias a mão da bondade

Parecias a minha paixão

Pensei... E afinal...

Não passou daí

Palavras que dizias no meu areal

Desabafos teus que eu li

Parecias, somente parecias

Não faz mal...


José Alberto Sá

1 comentário:

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.