Número total de visualizações de página

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Meu mar/amar


Meu mar/amar


Ao subir as dunas senti o vento

As plantas marinhas

Bailavam para mim

Aragem de maresia

Camarinhas…

Pérolas de marfim

Flocos de neve… Poesia


As rochas secavam ao sol

A água salgada brilhava de contente

Ouvia o canto do rouxinol

Melodia do vento

Espuma surfando na corrente

Alegria dos meus olhos

Meu sustento


Molhei os pés

Senti frio

Naquele arrepio

Que me atravessou de lés a lés

Água do meu mar

Que de olhos fechados

Consigo amar

De olhos abertos

Em momentos despertos

Consigo sonhar


Quantos aromas consigo decifrar

Quantas cores consigo sonhar

Quantos desejos consigo pedir

Quantas vontades em meu sorrir

Meu mar… Meu amor

Minha satisfação

Igual à minha flor

Igual ao meu coração


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.