Número total de visualizações de página

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Pomba de luz


Pomba de luz


Pomba branca

Vieste em luz, poisaste no meu ramo

Aparição do céu, minha manta

Na luz que me ilumina e amo

Voei contigo na imaginação

Voei contigo no meu sonhar

Voas-te em meu coração

Vieste para me amar

Linda pomba, por Deus oferecida

Algodão perfumado

Transformada em rapariga

Que beleza! Deus seja louvado

Meu olhar se inquietou

Meus lábios te desejaram

Meu respirar quase sufocou

Minhas pernas até ti rastejaram

Pomba branca

Luz do amor

Minha princesa, minha estampa

Minha paixão, minha flor

De mãos dadas,

comigo ficaste

Parecia um conto de fadas

Na luz que em mim plantaste

Senti tuas penas de cetim

Branca de neve pura

Pedi-te em casamento, disseste que sim

Demos um beijo, a minha loucura

Rapariga de lindo cabelo

Menina bela, menina franca

És perfume de caramelo

Para mim és pomba branca


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.