Número total de visualizações de página

domingo, 9 de outubro de 2011

Pedido de amor


Pedido de amor


Não estava a aguentar

Cabelos soltos me acariciavam

Segredava-te um sussurrar

Palavras que te deliciavam

Fechei os olhos para sentir

Teu perfume, tua essência

Tua pele ma fazia colidir

Com a vontade e a paciência

Cheguei meus lábios ao teu ouvido

Toquei ao de leve, meu deslizar

Senti o coração dorido

Meu sangue a palpitar

Não estava a aguentar

Queria te falar e sentir

Queria te tocar e amar

Queria ver-te a sorrir

Falei durante tempos sem fim

Horas e dias pareciam

Senti que eras tudo para mim

Sussurros que me apeteciam

Abri os olhos para te olhar

Olhaste para mim e me beijaste

Senti tuas mãos, num longo abraçar

E no sussurro comigo ficaste

Aguentei feliz depois de amar

Aguentei feliz o meu coração

Pulsar que me fez voar

Num sussurro de linda paixão


José Alberto Sá

1 comentário:

  1. Ah...as paixões dos poetas, não conseguem ficar guardadas no peito, se não a escrevemos, explodimos...Lindo querido!

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.