Número total de visualizações de página

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Vontades


Vontades


Senti o teu pólen, voando

Senti tua voz, graciosa

Senti teu corpo, sonhando

E voei contigo, maravilhosa

Ouvi-te cantar

Quanta sabedoria

És o fado da guitarra a tocar

És o timbre da melodia

Grande paixão de poeta

Vadia fadista do meu jardim

És o cantar da minha caneta

Nos poemas teus que saem de mim

Senti teu ar fresco, castiça

Senti teu sorriso, maresia

Senti tua vontade, tua justiça

Voando contigo na poesia

Ouve as árvores bailando

Ouve os pássaros chilrear

É a dança que estou esperando

Na vontade de te abraçar

Menina chorona, lágrima cristal

Sou o lenço com que te limpo

Sinto a tua vontade de animal

Eu e tu, Tu e eu, amor carnal

Amor faminto


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.