Número total de visualizações de página

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Sussurro


Sussurro


Conheci um sussurro... Génio

Que vinha para além do contente

Prémio...

Sussurro que vinha, suavemente

como bandos de pardais

Sussurros os tais...

Que eu ouvia sem medos

Em bailado gracioso

Em tranquilos segredos

que me dizias... Majestoso


Sabes-me a restos de infância

Pétala desfolhada de uma rosa

que sem ganância

me sussurrava em prosa

Por vezes querias chorar

Lágrimas cristalizadas com amora

Dizendo-me coisas de embalar

Sussurros que meu cérebro devora


Tão distante estás, que não ouves

minha serenata

Cantada na horta, no meio das couves

Menina sensata

Sussurra-me, beleza que me amarra

Toque singelo que não conheço

És a beleza de uma guitarra

E fados da vida que não mereço


Sussurra-me perdida na lua

Sussurra-me menina

Em palavras que te empresto

Beldade nua

Pequenina

não te molesto

Mas, sussurra-me


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.