Número total de visualizações de página

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Sou...


Sou…


Enviado à terra

Ser diferente

Enviado ao mar, à serra

Enviado como gente

Sou barro, sou criatura

Sou a fidelidade

Sou a procura

Sou a verdade

Sou o privilégio da luz

Sou o fogo, o ar

Sou o perdão de nossa cruz

Sou a paz, sou o luar

Existe fogo no céu

Vejam o clarão

As cores mandei-as eu

É o fogo de meu coração

Sou a delicadeza

Sou o rumo

Sou o alimento sobre a mesa

Sou o fogo sem fumo

Sou único, não sei explicar

Sou profundo em amor

Sou a profundeza do mar

Sou o aroma de uma flor

Espanquei a inveja

Espanquei a morte

Espanquei a hipocrisia, para que não se veja

Espanquei a desunião, do Sul ao Norte

Sou eu o José, a ferramenta

Sou em vós a lembrança

Sou aquele que afugenta

E vos trás a esperança


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.