Número total de visualizações de página

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Coragem


Coragem


Tempestades da vida

Rememos…

Momentos angustiantes

Sofremos…

Esperança deprimida

Oremos…

Jamais seremos como dantes

Lamentemos…

Coragem sou eu…

Não tenham medo, coragem

A salvação não morreu

O mar serena, o coração acalma

O tempo é de mudança…nova aragem

Nova alma.

Coragem sou eu, em sentimento

O caminho existe debaixo de mim

Não sou o salvador, sou conhecimento

Sou o princípio e não o fim

Coragem sou eu…O Senhor sabe

Que nada posso, nada consigo

Simplesmente em mim Ele cabe

Ele é meu amigo…

Coragem sou eu, não existe mais tempo feroz

A bonança virá, se a pedir

Sou eu…mas vem até nós

Se a noite chora, o dia será a sorrir

Coragem sou eu, olha-me fixamente

Lê as palavras, sente e devora

Não existe segredo, abro-me livremente

Vem, sou eu…vem ver a aurora

Coragem sou eu, também aflito

Junto do Senhor, peço perdão

De minha parte, Nele acredito

De vossa parte, será ou não.


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.