Número total de visualizações de página

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Sol


Sol


O sol se abriu

Mais um dia para viver

No levantar, um rosto sorriu

Menina bonita, o meu prazer

Manhã cedo, linda orvalhada

Cidade dorme, mente esquecida

O sol brilha em minha amada

Recordando a noite, apetecida

Na magia do céu, o astro rei

O abrir da janela, o vento a entrar

Leveza no corpo, presente que amei

Brilho de encanto ao me olhar

Três passos dados vieram para mim

Camisa transparente o meu sonhar

Reluzindo curvas e odores de meu jardim

Três passos de beleza, em um desnudar

O sol se abriu

Senti calor, senti doçura

Na brisa que entrou, na camisa que caiu

O sol se abriu, minha loucura

Raios nos abraçaram

O sorriso do vento nos uniu

Beijos molhados nos amaram

Quando o sol se abriu


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.