Número total de visualizações de página

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Espinho


Espinho


O mar é lindo!

Que cor sensível tem aos meus olhos

Cor esperança, nas ondas que vêm vindo

E em meu prazer, as recebo aos molhos

O mar ferve em meu coração

Sussurra-me em voz de cristal

Faz espuma enchendo-me de emoção

E eu lhe falo em linguagem gestual

Abro os braços e o respiro

Maresia…

Molhos os pés e de sua beleza me admiro

Que grande alegria

MAR? Chamo por ele, minha grandeza

Chamo por toda a beleza

Chamo por sua alteza

Bate forte quando responde,

na sua firmeza.

Lá longe, na linha do horizonte

Vejo barcos passeando no meu mar

Vejo pássaros se alegrando

e mergulhando,

dos peixes verem saltar.

Que sensação terrível a minha paixão

Que loucura a minha este meu amar

Tenho-o prendido no coração,

o meu casamento com o mar.

Sentado na areia casei um dia

O céu apadrinhou o nosso amor

E para minha alegria

Quem nos casou…foi O Senhor

Amo-te mar…

Sou louco por ti, és o meu ninho

Meu mar, meu amar

Minha loucura de Espinho.


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.