Número total de visualizações de página

sábado, 3 de setembro de 2011

Cupido


Cupido


Um preguinho

Espetou de mansinho

E fez um buraquinho

Em meu coração

Seta do Cupido

Que me fez marido

E me deu uma lição

Sinto meu coração furado

pelo amor de um preguinho

que me foi arremessado

e no coração espetado

com amor de passarinho

Não foi uma seta,

mas sim um prego

Por ser pobre de verdade

Pois na vida, nada nego

Nem a minha simplicidade

Chegou um simples preguinho

que me trouxe tanta beleza

Tanta paixão

Uma seta seria mais caro, mais riqueza

E a menina pobre chegava

para meu coração

Um prego e amor sem vaidade

Um coração de amor...sou eu

Espetado com muito amor

Muita verdade,

de uma pobre mas honesta

Prego teu, coração meu

o que nos resta...


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.