Número total de visualizações de página

sábado, 13 de agosto de 2011

Quem me dera


Quem me dera

Não consigo esquecer
Não consigo teu nome apagar
Não consigo parar de sofrer
Não consigo deixar de te amar
Quem me dera poder
Quem me dera conseguir
Deixar de te perder
E novamente sorrir
Não consigo parar o tempo
Não consigo aquecer o frio
Não consigo bloquear meu lamento
Não consigo ter vaidade, nem brio
Quem me dera, que me chamasses
Quem me dera te abraçar
Deixar que me beijasses
E novamente amar
Não consigo parar de te sonhar
Não consigo deixar de te ouvir
Não consigo deixar de pensar
Não consigo parar de te sentir
Quem me dera ter-te, linda flor
Quem me dera ter-te, linda paixão
Deixar tudo e partir para o amor
E novamente sentir meu coração
Não consigo pela distância
Não consigo pela tua ausência
Não consigo parar esta abundância
Não consigo parar esta insistência
De querer tua permanência
Quem me dera…
Deixar de sonhar…
E na tua espera…
Amar…

José Alberto Sá

1 comentário:

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.